No Québec, não esqueça de atrasar seu relógio em 1 hora.

Hoje chega ao fim o horário de verão em boa parte dos países das américas do norte e central. E no nosso amado Canadá não seria diferente. Hoje às 02:00 AM foi o momento de voltar em 1 hora os relógios.

Assim como o Brasil, que tem dias fixos para início e término do horário de verão, no Canadá também se aplica a mesma regra, porém em dias diferentes.

Todo 2º domingo de março entra em vigor o horário de verão (daylight saving time ou DST) e é hora de adiantar em 1 hora os relógios exatamente às 02:00 AM.

Todo 1º domingo de novembro chega ao fim o horário de verão e é hora de atrasar em 1 hora os relógios exatamente às 02:00 AM.

Alguns fatos interessantes para as pessoas que assim como nós, têm dois corações e se divide, entre Brasil e Canadá:

– No Canadá, o horário de verão dura quase 8 meses, bem diferente do Brasil, onde o horário de verão tem a duração de 4 meses.

– Nem sempre temos as mesmas diferenças de horários. Vamos tomar Montreal como exemplo. Em algumas épocas do ano a diferença de horários entre o Brasil (horário de Brasília) e Montreal pode variar de 1 a 3 horas, dependendo do horário de verão canadense ou brasileiro.

– Do 1º domingo de novembro (fim horário verão Canadá) ao 3º domingo de fevereiro (início horário verão Brasil) a diferença é de 3 horas.

– Do 3º domingo de fevereiro (fim horário verão Brasil) ao 2º domingo de março (início horário de verão Canadá) a diferença é de 2 horas.

– Do 2º domingo de março (início horário verão Canadá) ao 3º domingo de outubro (início horário verão Brasil) a diferença é de 1 hora.

– Do 3º domingo de outubro (início horário verão Brasil) ao 1º domingo de novembro (fim horário verão Canadá) a diferença é de 2 horas.

Fonte: http://www4.gouv.qc.ca/fr/Portail/citoyens/programme-service/Pages/Info.aspx?sqctype=sujet&sqcid=472

O Francês

Podemos qualificar a província como Terra francófona na America.

  • 42% dos francófonos da America moram no Quebec;
  • 95% dos quebequenses conhecem o idioma francês;
  • 82% dos quebequenses falam o francês em casa.

Escolher morar na província significa querer viver numa sociedade francófona.

O francês é um idioma protegida por uma CHARTRE cuidando a promover e manter a língua viva no território. Ela garante o direito de trabalhar, direito de ensinar em francês, sempre respeitando os quebequenses anglofonos.

O Quebec é considerado como um dos membros mais ativos de organização Internacional da francófona (OIF).

A população fica muito orgulhosa de permanecer o idioma vivo e oferece curso de francês para os novos imigrantes para que eles perpetuem o uso da língua que representa eles.

Fonte: http://www.international.gouv.qc.ca/fr/paris/decouvrir

Descubra o Québec – A Sociedade

O Quebec é uma sociedade democrática. Todas as pessoas estão iguais no valor como na dignidade e tem a mesma proteção legal. Os quebequenses valorizam a liberdade de expressão, na igualdade e o respeito entre as pessoas, deixando então a cada um dos citadao a se expressar e escolher de maneira livre o seu estilo de vida, as suas opiniões e a suas religiões, entre outros.

Vários programes de ajuda governamental contribuem a qualidade de vida da população, que estejam para as famílias, como para o mercado de trabalho ou até para a educação, o governo oferece a possibilidade de adquirir vários auxílios financeiros ou administrativos.

Em termo de educação, o Quebec possui umas das melhores taxas de escolaridades com de graduação.

O regime político da província é uma democracia parlamentar de tipo britânico. A vida democrática se apoia sobre o exercício equilibrado de 03 poderes distintos:

  • Legislativo;

  • Executivo;

  • Judiciário.

Québec, a província francesa do Canadá

De colonização francesa, Québec, é a maior província canadense. Descoberta pelo explorador francês Jacques Cartier e transformada em cidade em 1608 por Samuel Champlain, Québec se tornou o coração da França nas Américas.

Embora o Canadá admita como idioma oficial o inglês e o francês, na província do Québec se fala francês, com uma população de 7,7 milhões de pessoas, a província mantém viva sua herança cultural, sendo uma província francófona, onde, segundo dados de 2011 do órgão de estatística do Canadá, mais 65% da população tem no francês sua língua oficial.

Além do francês, 57% da população bilíngue do Canadá está no Québec, não é raro ver moradores misturarem inglês e francês em uma conversa. Uma grande síntese canadense, parte francesa, parte inglesa, tudo no mesmo lugar.

Através de toda a história de Quebec, a sobrevivência do “fator francês” na província tem sido o centro dos interesses dos quebequenses. É este aspecto que reflete o lugar distinto de Quebec na Confederação Canadense e dá ao Canadá o seu caráter bilíngue e a sua riqueza cultural.

A Província

A ‘Belle Province’ é uma terra de contraste. Os Quebequenses vivem ao ritmo das quatro estacoes bem diferentes. A província é marcada pelas variações extremos de temperatura ao longo do ano. O clima pode variar dependendo da localização das cidades (altitude, influencia marítima). No verão, as temperaturas mais altas podem chegar até 30 graus, e no inverno podem baixar até – 25 graus.

A província tem um papel importante para a Terra, tendo um recurso incrível de água, floresta e fauna.

Estude no Canadá e reescreva sua história!

Muitos pensaram e nos perguntaram, qual seria a vantagem de estudar no Canadá?

Melhorar o currículo e voltar para o Brasil, ou dar um “up” na carreira e na vida cumulado com a possibilidade de trocar de país?

A grande maioria dos interessados, que leem esse tipo de informação não são os jovens que estão saindo do segundo grau, mas os jovens adultos, na casa dos 30 anos e que estão insatisfeitos com suas carreiras, seu país e sua remuneração, isso quando não são os três motivos todos juntos.

Fatores como a falta de segurança, falta de estrutura, falta de mobilidade urbana, insegurança pública, crise econômica e insegurança política, apenas para dar alguns exemplos, são os fatores que mais causam indignação.

Sem contar o fato de que muito cedo, na casa dos 16, 17 anos, temos a árdua e ingrata missão: escolher a profissão em que iremos atuar pelo resto de nossas vidas.

Independentemente do que nossa cultura nos impôs, que a partir dos 30 anos temos que ter constituído uma família, adquirido a casa própria, um bom salário e carreira estável, sabemos que essa não é a realidade da esmagadora maioria dos jovens.

Então, não seria essa a grande oportunidade de mudar de carreira?

Ir estudar no exterior e com isso ter uma oportunidade de emigrar para um país desenvolvido, seguro e com perspectivas reais?

Sem contar com o fato de que, no Canadá, você poderá encontrar opções de Cursos dos quais nunca ouviu falar e que podem se encaixar perfeitamente com suas aptidões e habilidades.

No Canadá estudar é uma opção segura que abre portas para os programas imigratórios, independente da sua idade.

O QSF já falou aqui, mas não custa repetir, afinal informação nunca é demais: O Canadá tem políticas claras voltadas para imigração de trabalhadores qualificados com formação nas áreas de interesse para a economia canadense.

Verifique se a sua profissão atual está entre as procuradas pelo governo canadense. Se você for um desses profissionais, ótimo! Você já é qualificado e suas chances de imigração são reais!

Mas e se a sua profissão atual não for uma das que estão entre as listadas pelo governo, seja federal ou provincial? Você vai desanimar pois acredita que não tem chance de imigrar?

É nesse momento que você deve se perguntar: quero ir embora do país? A minha insatisfação com minha profissão / remuneração / país é maior do que o meu comodismo e minha frustração?

Se você respondeu sim para uma dessas perguntas então aqui fica um conselho: saia da sua zona de conforto e reúna a sua aptidão, sua habilidade, sua força de vontade para mudar de profissão e opte estudar por algo que esteja em alta demanda no Canadá, saiba que, assim, você poderá ser um futuro imigrante bem-sucedido!

E o Québec?

Bem, o Québec está de portas abertas para você.

Gostou?

Entre em contato conosco, porque aqui o Québec não tem fronteiras.